A importância da amamentação até os seis meses

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

amamentaçãoÉ através da sucção da mama materna (amamentação) que o bebê recebe o único alimento que necessita até os 6 meses de idade: o leite materno. Esse alimento é composto 50% de teor calórico, vitaminas A,E,C e ácidos graxos poli-insaturados e trás diversos benefícios para o desenvolvimento do bebê, para a sua relação com a mãe e para a saúde da mesma.

Vale destacar que a falta de informação faz com que muitas mães diminuam a quantidade de leite nos primeiros 6 meses por acreditarem que o alimento não é suficiente para manter o bebê alimentado, optando assim por introduzir outros alimentos, como água, chás e sucos. Porém, até os 6 meses de vida o bebê não precisa comer ou beber mais nada além do leite materno para se manter nutrido e com saúde. 

Confira abaixo alguns benefícios da amamentação até os 6 meses de idade!

Benefícios da amamentação para o bebê

A amamentação até os 6 meses é capaz de trazer diversos benefícios para o bebê e que fazem toda a diferença no seu desenvolvimento. Além disso, trata-se de um alimento gratuito, completo, equilibrado e fácil de ser digerido.

O leite materno colabora para a formação do sistema imunológica da criança, fazendo com que ocorram menos alergias e desenvolvimento da obesidade. O alimento também possui uma molécula chamada PSTI que ajuda a proteger e reparar o intestino sensível dos recém-nascidos e é capaz de prevenir a anemia. 

Não para por aí! A sucção que o bebê faz ao ser alimentar auxilia no desenvolvimento da sua arcada dentária e o leite materno também diminui o risco do desenvolvimento da asma, artrite reumatóide, infecções respiratórias, colesterol alto e reduz em 13%  mortalidade até os cincos anos. É impressionante como esse alimento é rico, não é mesmo?

Benefícios da amamentação para a mãe

Muita se fala sobre a relação entre saúde do bebê e amamentação, mas o ato também trás diversos benefícios para a mãe, sabia? Pois é! A amamentação ajuda no desprendimento da placenta, o que contribui para que o útero volte ao tamanho normal e também evita sangramento excessivo ou desenvolvimento de anemia.

Além disso, a amamentação faz com que a mãe fique protegida contra o câncer de ovário e mama, e ainda diminui o risco de síndrome metabólico ou doenças cardiovasculares após a gravidez.  É importante dizer, também, que a amamentação é um momento em que o vínculo e a relação afetiva entre a mãe e o bebê se torna ainda mais forte, sendo assim, um momento único entre os dois. 

É natural e é prático

A amamentação, portanto, é muito importante não só para o bebê, mas também para a mãe, podendo trazer benefícios que podem ser vistos ao longo da vida de ambos. Lembre-se que até os 6 meses de idade é o leite materno o alimento mais completo que um bebê pode consumir e que nele existem todos os nutrientes e sais minerais necessários, inclusive água.

A amamentação é prática, natural e não desperdiça recursos naturais!

Deixe sua mensagem

Comentários

    Assine a nossa newsletter