Vacinação: um compromisso coletivo de saúde pública

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Vacinação: um compromisso coletivo de saúde pública | Doutor Agora

A história da vacinação no Brasil começou em 1804, e desde então foi responsável por proteger milhões de pessoas contra doenças mortais e outras responsáveis por graves sequelas, como a poliomielite. 

Inclusive, mais de 90% da população é coberta pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Brasil, que por meio do Sistema Único de Saúde realiza as campanhas de vacinação em massa.

Mais do que uma imunização para cada indivíduo, as vacinas fazem parte de algo maior: um compromisso coletivo de saúde pública, um verdadeiro pacto social de erradicação de doenças.

Porém, existem grupos antivacina que acreditam que as substâncias aplicadas são prejudiciais ou ineficazes, e recusam-se a receber a imunização, assim como não levam seus filhos para serem vacinados, o que é responsável pela transmissão de diversas doenças que antigamente estavam erradicadas.

Entenda mais sobre a importância da vacinação e seu panorama atualmente.

Qual a importância da vacinação?

A vacinação é importante por diversos fatores, sendo o mais importante a sua capacidade de imunizar pessoas de todas as idades de doenças com alto poder infeccioso, sejam causadas por bactérias ou vírus.

Doenças como coqueluche, sarampo, hepatite, meningite, influenza e difteria são exemplos da sua importância, pois hoje em dia, graças à imunização em massa, infecções que antes eram verdadeiras epidemias são raras de serem vistas.

Outro fator que torna a vacinação fundamental é a qualidade de vida, já que as doenças evitadas geralmente possuem alto grau de mortalidade ou deixam sequelas graves para o resto da vida.

Por que a vacinação é um pacto social de saúde?

A vacinação é muitas vezes chamada de pacto social para erradicação de doenças, já que quando uma pessoa decide não se vacinar, ela não está decidindo apenas sobre sua vida, mas na de outras pessoas também.

Isso porque se porventura alguém que se recusou a tomar vacina seja contaminada por uma doença, poderá transmiti-la para muitas outras, fazendo com que doenças erradicadas ou altamente controladas voltem a circular, colocando em risco milhares de vida.

Ao tomar a vacina, além de estar se protegendo contra dezenas de males, você também protege as pessoas ao seu redor, pois você não transmite nada a elas.

Imunidade de rebanho: entenda esse conceito

A imunidade de rebanho é um conceito relacionado a vacinas que se caracteriza pela quantidade mínima de população necessária para erradicar determinada doença.

Cada enfermidade apresenta uma porcentagem diferente, sendo mais comum a faixa entre 85% e 95%.

Sendo assim, para que determinada doença seja erradicada, é preciso que essa parcela da população se vacine, evitando a propagação.

Doenças erradicadas estão voltando: o que explica isso?

Se as vacinas protegem as pessoas por anos, por que doenças erradicadas estão voltando a circular e adoecer milhares de pessoas no Brasil? 

Essa é uma pergunta cada dia mais frequente, já que o sarampo e poliomielite, por exemplo, estão voltando a aparecer.

E os principais motivos são: movimentos antivacina e ausência de vacinação. Como dito anteriormente, quando as pessoas param de se imunizar, acabam por pegar doenças e aumentar a propagação!

Movimento antivacina: por que existe?

O movimento antivacina começou em meados de 1982 em países da Europa e nos Estados Unidos, com a publicação de diversos artigos sem comprovação científica que associavam doenças mentais após a aplicação de diversos tipos de vacinas.

Mesmo sem comprovação, milhares de pessoas ao redor do globo acabaram acreditando e disseminando essas informações falsas e perigosas.

Como resultado disso, as doenças estão voltando! 

É importante dizer que dados sobre vacinas de fontes duvidosas e sem respaldo científico não devem ser levados como verdade. Procure se informar com profissionais da saúde, sempre.

Agora que você já sabe sobre a importância da vacinação, que tal continuar navegando em nosso blog e ler o artigo sobre as 5 doenças causadas pelo estresse

Deixe sua mensagem

Comentários

    Assine a nossa newsletter